Conversa de marujo #1 – “procuramos nos diferenciar e nos destacar desde quando entramos paro o jogo”

16 julho 2019 /

Propósito.

As pessoas sempre estão à procura de algo que faça sentido na vida delas. Por isso, decidimos saber mais sobre a jornada de nossos colaboradores até aqui.

Sejam bem-vindos ao Conversa de Marujo! Para estrear, nosso head de planejamento, Rhulian Marcus.

1 – Rhulian, Como você descobriu a paixão por sua profissão?

Posso dizer que na infância! A primeira vez que tive contato com a internet foi aos 7 anos de idade, em 1994, exatamente quando a internet chegou ao Brasil e pasme, minha cidade (apesar de pequena), foi uma das primeiras do país a se conectar na rede. O contato logo cedo com tecnologia e com as possibilidades da internet, me fizeram descobrir o universo incrível da comunicação associada ao digital. Aos 14 anos eu tive minha primeira “empresa”, eu alugava servidores virtuais para rodar Bots no mIRC. Também alugava servidores para sites e para rádios virtuais. Na época, o lance de rádios virtuais era modinha já (estou falando de mais ou menos 20 anos atrás) e como eu alugava os servidores, entrei na onda e criei uma rádio virtual. Foi talvez meu primeiro negócio de fato, relacionado ao “Marketing Digital”. Depois da rádio, montei um portal da minha cidade e comecei a vender anúncios em banner. Quando terminei a escola, já tinha bem claro na minha cabeça que eu queria estudar publicidade, mas como o mercado local era superexclusivo, decidi que ao invés de procurar trabalho na área, abriria (no primeiro ano de faculdade) a primeira agência de publicidade.

2 – No seu ponto de vista, como é o mercado e qual a demanda por profissionais da sua área?

O mercado é muito promissor, mas é preciso estar atento para mudanças. Quem não se movimenta nesse mercado fica para trás. As coisas acontecem muito rápido e os serviços se tornam obsoletos o tempo todo. Existem muitas empresas oferecendo serviços na nossa área, mas procuramos nos diferenciar e nos destacar desde quando entramos paro o jogo. A demanda por profissionais é enorme, principalmente os mais qualificados. Muitas empresas buscam por pessoas com mindset alinhado à sua cultura e nem sempre com experiência. Pois como eu disse, o conhecimento técnico nesta área se atualiza muito e exigir que os profissionais cheguem prontos, é exigir demais. Portanto sempre apostamos em pessoas que gostam de aprender e tem facilidade com aprendizado, pessoas com vontade de produzir e crescer. O mais importante de tudo é estar aberto a coisas novas e principalmente, ser um profissional multitask. Não existe mais essa de ser exclusivamente especialista em determinada área e ignorar todas as outras. Precisamos de pessoas plurais.

3 – Quais dicas você poderia dar para estudantes que estão buscando crescimento?

A principal dica é: comecem a praticar! Não há nada melhor para aprender do que aprender fazendo. Errando. Se caindo e levantando. Teoria é muito bom para embasar a prática, mas não é tudo. Não é suficiente. Nosso negócio vive de experimentação. Se não pôr o time para jogar você nunca vai crescer de fato!

___________________________________________________________________________________________________________________

E aí, gostou? Nos siga nas redes sociais e fique por dentro das novidades da Contramestre.

Até a próxima!

Leave a Comment

*Please complete all fields correctly