X
Blog - Contramestre Marketing Digital
Performance? Sim, mas precisamos falar mais sobre comunicação.
11 de abril de 2018

Há algum tempo que estamos falando bastante sobre Marketing Digital de Performance, mas você sabe o que isso quer dizer?

 

Marketing de performance nada mais é do que trabalhar o marketing digital com foco em resultados.
É trabalhar de maneira que seja possível mensurar os desempenhos e gerar retorno com base nas expectativas que foram alinhadas.
Porém, um erro comum é colocar a Performance como o avesso do Branding.
Ou até pior, colocar a performance como atributo matemático e atribuir que o sucesso de uma campanha está baseada na capacidade das automações e operações de mídia, desconsiderando completamente o principal pilar do Marketing: A comunicação.

Aqui na Contramestre, nós acreditamos que performance é 50/50.
50% mensagem/estratégia(comunicação) e 50% mídia, formato e segmentação.

Por isso, também temos internalizada uma estrutura de redatores criativos e diretores de arte. Não temos apenas o departamento de mídia operando ferramentas e “ajustando os botões”. A comunicação é levada a sério, pois sabemos que ela é, como disse antes, 50% do sucesso de um anúncio.

Um anúncio é uma mensagem. Estamos saindo de uma era onde assistíamos as agências offline se preocupando bastante com a mensagem e fazendo trabalhos irretocáveis no âmbito da criação, porém, muitas vezes sem se preocupar com o meio e as vezes até utilizando “receitas de bolo” na hora de fazer o plano de mídia. Hoje, estamos entrando em uma fase onde diversas agências digitais enaltecem o meio e as tecnologias capazes de acertar o público em cheio, mas ignoram o fator comunicação.

Não dá pra fazer Marketing Digital sem comunicação!

Para deixar claro o quanto comunicação faz parte da performance, vou exemplificar citando um caso real:
Recentemente, recebemos uma peça de uma campanha produzida pelo cliente que possuía uma pessoa na imagem que não se encaixava dentro das personas que identificamos em nosso planejamento. Achamos que aquela peça e aquela pessoa não representava os consumidores da marca, porém, a pedido do cliente, optamos por veicular aquela imagem.
Em menos de 48h o anúncio já possuía alcance suficiente para concluirmos que havia sido um grande tiro no pé.
O custo por venda estava saindo mais de R$350,00 quando a média daquele cliente era R$29,00.
Ou seja, mais de 10x mais caro. Pedimos permissão para trocarmos a mensagem e utilizar exatamente os mesmos canais e as mesmas segmentações.
Criamos a peça de acordo com o que já tínhamos identificado que possuía números satisfatórios e o custo por venda que estava em R$350,00 caiu para aproximadamente R$25,00.
Abaixo da média que estávamos alcançando anteriormente.
Lembrando que utilizamos exatamente a mesma segmentação e os mesmos formatos da peça anterior.
Fatos como este são corriqueiros dentro da agência.
Costumamos enaltecer a máxima de que DATA BEATS OPINION e acreditamos muito que os dados nos guiam para acertar a mensagem.

O jeito de fazer comunicação mudou!

Hoje ela é feita com base em dados, porém, integrada com o talento e a técnica de profissionais da área da comunicação.
É comum ouvirmos do cliente ou de alguém que “o post A está melhor que o post B”.
A questão é: melhor pra quem? Para o seu gosto pessoal? Ou porque você acha que está melhor?
Com os dados, sabemos que utilizar material humanizado em peças do cliente XPTO não funciona, mas que utilizar foto do produto, dá super certo. Eles nos auxiliam na criação.
Eles quem ditam as regras. A comunicação com base na hipótese ou na opinião, definitivamente está morta.

O branding continua sendo fundamental!

 
Em nosso último Papo de Proa, realizado em Uberlândia, recebemos Toni Ferreira, diretor de estratégia digital da Ogilvy e ele deixou claro o quanto o branding ajuda as demais campanhas de performance a reduzir indicadores como CPC, CPL (Custo por Lead) e até mesmo as conversões em vendas.
O usuário que estiver envolvido com a sua marca ou campanha, estará muito mais inclinado a se converter do que um usuário que estiver recebendo um anúncio “completamente publicitário” pela primeira vez.

Escrito por:

Caio Monteiro

Um dos diretores da Contramestre Marketing Digital.
Colunista de SEO do Canaltech Corporate, é Google Advertising Professional, Especialista em SEM (Search Engine Marketing), trabalha com SEO e com as ferramentas Google há mais de 8 anos, realizou imersão no Vale do Silício, é graduado em Publicidade e Propaganda com MBA em Gestão de Marketing, possui extensão em Marketing de Serviços pela ESPM-SP e em Planejamento de Mídia em Meios Digitais.